Quando um casal resolve se casar, logo vem aquela frase insistente na mente deles: como organizar o casamento? Geralmente, essa pergunta vem acompanhada de outras, como: quem convidar para o casamento? Quais fornecedores contratar? O que pedir na lista de casamento? A resposta para todas essas dúvidas é simples: organização, planejamento, pesquisa, bom senso e equilíbrio.

Por isso, resolvemos listar aqui as 5 principais dificuldades que os noivos encontram para organizar o casamento. E, claro, listamos também soluções para enfrentar essas dificuldades e conserguir ter o casamento dos sonhos 💚

organizar o casamento: as 5 principais dificuldades dos noivos

A lista a seguir foi feita com base nas dúvidas de muitos noivos que se encontram perdidos ao organizar o casamento e  que buscaram ajuda em grupos de Facebook e nos perfis do Willu nas redes sociais.

1. Fechar a lista de convidados

Não tem para onde correr: mesmo em um casamento simples e pequeno, para poucas pessoas, como o mini wedding, os noivos vão sofrer um pouco até conseguir fechar a lista de convidados.

Acontece que há sempre um medo de magoar alguém por não convidar para o casamento, ou a família de um dos noivos é muito grande… E aí fica difícil fechar a lista, que é um dos itens mais importantes na jornada de organização do Grande Dia.

Organizar o casamento: 5 dificuldades que os noivos vão enfrentar

A lista de convidados deve ser um dos primeiros itens a receber atenção dos noivos. Por quê? É simples: o número de convidados vai determinar boa parte do orçamento de casamento, os custos com buffet, a quantidade de convites de casamento e lembrancinhas, o tamanho do local da cerimônia/festa, entre outras coisas. Ou seja, a lista de convidados é muito importante!

Assim, como tentar ser objetiva e conseguir fechar uma lista de casamento? O ideal é dividir os convidados em categorias, por ordem de prioridade. As categorias de cima englobam as pessoas que não podem faltar ao Grande Dia, e essa ordem de prioridade vai decrescendo, à medida que as categorias vão ficando mais embaixo:

  • Pais, irmãos e avós dos noivos
  • Melhores amigos e/ou padrinhos
  • Familiares (tios, sobrinhos, primos…)
  • Amigos dos noivos em geral
  • Amigos das famílias
  • Colegas de trabalho/faculdade

Se ainda assim houver dúvida em convidar ou não alguém, os noivos devem ser perguntar algumas coisas, como: eu consigo imaginar o meu casamento sem essa pessoa? A presença dela vai alegrar o casamento? Vai ser dramático não-convidá-la? Nós conversamos muito durante os últimos 12 meses? Assim, ficará mais claro se realmente é essencial convidar a pessoa em questão.

2. manter os gastos dentro do orçamento

Para muitos casais é imprescindível manter os gastos dentro de um rígido orçamento de casamento (ou budget). Isso porque nem todos os casais dispõem de muitos recursos para o Grande Dia, e aí cada centavo precisa ser muito bem utilizado.

O ideal é que os noivos pensem em um casamento que os agrade e adequem esses desejos aos recursos que eles têm disponível no orçamento. Assim, é preciso que o casal seja realista e, se necessário, que abra mão de pequenas coisas que são mais desejo do que necessidade no Grande Dia.

Por exemplo, será mesmo necessário ter uma banda inteira para tocar ao vivo no casamento, ou contratar um DJ já não é o suficiente para animar a festa? E será que oferecer 3 tipos de lembrancinhas para todos os convidados é algo essencial para o casamento? Ter equilíbrio e bom senso nessas decisões já é uma ótima forma de controlar alguns gastos para que fiquem dentro do orçamento previsto.

orçamento - Organizar o casamento: 5 dificuldades que os noivos vão enfrentar

3. Contratar fornecedores

Talvez esta missão seja uma das que mais tiram o sono dos noivos. Afinal, é algo que envolve dinheiro, contratos, prazos e que vai interferir em como cada detalhe do casamento vai acontecer.

O ideal é equilibrar preço e qualidade: não adianta optar por um fornecedor com preço absurdamente barato, mas que talvez não entregue algo de qualidade para o casamento. Mas encontrar esse equilíbrio não é tarefa simples, e os noivos precisarão ter paciência para pesquisar muito bem até encontrar os fornecedores ideias para aquilo que desejam.

Além disso, é preciso ter uma atenção redobrada ao contratar os fornecedores:

  • Pesquise e veja se os antigos clientes do fornecedor estão satisfeitos
  • Procure trabalhos anteriores para ver se o serviço prestado pelo fornecedor tem realmente a ver com o que você procura para organizar o casamento
  • Leia sempre todas as informações dos contratos
  • Guarde todas as notas fiscais, os boletos e recibos
  • Fique atento às datas e aos prazos combinados

Muitos noivos preferem não passar por todo esse trabalho estressante de procurar fornecedores e acabam optando por contratar os serviços de uma assessoria de casamento, o que é bem interessante. Geralmente, os assessores já têm uma boa lista de contatos de fornecedores confiáveis, facilitando a organização do casamento. Além disso, esses profissionais sabem lidar bem com imprevistos que podem surgir.

4.  Calcular a quantidade de lembrancinhas e docinhos para o casamento

Cálculos são sempre uma dúvida da maioria dos noivos. Afinal, encomendar algo em excesso ou insuficientemente vai interferir tanto no orçamento quanto na organização do casamento. Por exemplo, alguns convidados podem ficar sem receber lembrancinha de casamento. Não queremos que isso aconteça, né?

Para calcular os doces e as lembrancinhas é necessário, obviamente, saber o número de convidados. Então, é só encomendar da seguinte maneira:

Organizar o casamento: 5 dificuldades que os noivos vão enfrentar

5. montar a lista de presentes

O que pedir aos convidados na lista de presentes? Aqui no Willu, já te falamos sobre os 30 itens que não podem faltar na sua lista, divididos em 3 categorias:

  • Sala e quarto: luminária, televisão, tapetes…
  • Cozinha: faqueiro, cafeteira, liquidificador…
  • Lavanderia: ferro de passar roupas, máquina de lavar…

Para quem não quer se preocupar com isso ao organizar o casamento, opção mais interessante é optar pela lista de presentes em dinheiro. É simples:

  1. Os noivos criam presentes virtuais e dividem tudo em cotas
  2. Os convidados acessam a lista e “compram” os presentes
  3. Os noivos não recebem os presentes, mas, sim, o valor deles em dinheiro. Exemplo: um dos itens da lista de presentes pode ser um sofá de R$ 1.500, com o valor total do produto dividido em 3 cotas de R$ 500,00. Assim, se os convidados comprarem as 3 cotas, os noivos não vão “ganhar” o sofá, mas sim o valor que eles atribuíram a ele, que foi de R$ 1.500.

Essa lista de presentes virtuais tem se tornado um dos recursos queridinhos entre os noivos, pois dá a eles a liberdade de escolher como gastar o dinheiro, além de que não será necessário se preocupar em receber presentes repetidos ou que não combinem com o casal. A lista em dinheiro ainda proporcionar maior praticidade e conveniência aos convidados, que podem fazer tudo online.

Ao criar um site de casamento no Willu, os noivos já contam com o recurso dos presentes virtuais, que podem ser totalmente personalizados de acordo com o que eles desejam. À medida que os convidados vão comprando as cotas, os noivos vão acompanhando tudo por meio do painel do Willu, seja no computador o pelo aplicativo de celular. E, quando acharem melhor, basta solicitar o recebimento dos valores arrecadados.

Lista de presentes em dinheiro | Willu Casamentos

Simples, né? E o melhor: os noivos podem testar o Willu e seus recursos gratuitamente por 15 dias. Depois desse período é só escolher um dos planos que melhor atende ao seu casamento e bolso! Além da lista, o Willu ainda oferece checklist, para os noivos se organizarem, galeria de fotos e RSVP via ligações telefônicas automáticas. Se interessou? Então, acessa o Willu pra entende melhor 😉

………..

E aí, pronta para organizar o casamento dos sonhos? 💚 Não esqueça das atitudes simples que vão te ajudar (e muito!): organização, planejamento, pesquisa, bom senso e equilíbrio!

Comentários